MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Seg Out 09, 2017 8:18 pm


Um inverno adiantado


A missão não oficial de capturar a suspeita de traição entre as ninfas não passou despercebida por Quíron e o sr. D. A semideusa somente não recebeu uma punição porque os pássaros já haviam executado uma dura e inesquecível lição. Embora o que os dois vão pedir dela possa ser visto como algo ainda pior.

— Ericka, filha de Tique? — Um campista que a semideusa não conhecia perguntou por ela. — Os diretores querem vê-la na Casa Grande, agora.

Não havia se completado nem um dia que ela saiu da enfermaria e, mesmo assim, era convocada para receber as broncas pelo o que fizera, ou era isso que ela acreditava que fosse acontecer. Ironicamente, ela não se sentia sortuda.

Apesar de tudo, o céu estava aberto e bonito devido às proteções do acampamento. Ericka, triste ou não, iria caminhar até a Casa Grande debaixo de um sol forte e entre brisas de vento carregadas com o cheiro da natureza.

Quando a jovem encontrou Quíron esperando na frente do ponto de encontro, um arrepio de medo percorreu sua espinha. O centauro era intimidador por conta do seu tamanho e dos mitos que o mencionaram.

O treinador de heróis olhou para a novata, transbordando compaixão em um nível paterno.

— Ericka Crowder, você e mais dois semideuses foram escolhidos para irem até o Central Park em uma missão — explicou o quadrúpede sem rodeios. — Esteja pronta em uma hora na entrada do acampamento. — Quíron disse mais nada, mas o seu silêncio falava muito mais do que alguém poderia desejar. Era claro que ele estava desapontado com a semideusa e ela precisaria se esforçar para esquecer o rosto do diretor, algo idêntico a um pai que culpava a si próprio pelo fracasso de sua filha.


Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Narre desde sua saída da enfermaria até o reencontro com Quíron na entrada do Acampamento Meio-Sangue.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Qui Out 12, 2017 6:27 am

Inferno chegou
Milagre. Esta era a palavra que eu estava usando para entreter os demais enfermos no local, sobre o que aconteceu comigo. Não que eu acreditasse nisso, já que minha sorte, na maioria das vezes, superava meu azar. No entanto, eu me sentia mal por estar naquele local, isso me trazia más lembranças da infância, do tempo que fiquei internada em uma clínica de psiquiatria, pois minha mãe mortal acreditava que eu era amarga das ideias.

— Bem, pessoas... Está na hora de dar tchau — disse enquanto me trocava, na frente dos enfermeiros e de alguns colegas. — Não irei sentir saudades.

Sem pensar duas vezes, saio rapidamente daquele local, sentindo novamente o cheiro da natureza ao meu redor. O tempo estava lindo, pelo menos dentro da proteção. Não tinha mais feridas abertas, meu vigor estava totalmente recuperado. ''Mundo, sua dona voltou!'', mas antes que eu pudesse caçar outro semideus para irritar até ele me passar alguma missão interessante, uma voz desconhecida entoando meu nome, e de minha mãe, respectivamente. Viro meu olhar, e ouço que os diretores me querem na Casa Grande.

— Está bem — respondo, mesmo não sabendo o que era Casa Grande, mas se envolvia diretores, era coisa ruim.

Sem ter muito o que fazer, parto em direção ao local. Mesmo não conhecendo o Acampamento Meio-Sangue direito, outro dia tinha passado bem na porta, e por isso, sabia mais ou menos o caminho. Não que fizesse diferença, afinal, capaz de que se eu passasse por uma porta, surgisse na frente dos diretores.

Após alguns minutos caminhando, chego finalmente em meu destino, provavelmente bronca viria. Mas ao me aproximar mais, avisto um homem. Até aí, tudo bem, só que não era um simples homem, não da cintura para baixo. Um quadrúpede, assim que eu o vi, um calafrio tomou conta do meu corpo. Diminuo a velocidade, a realidade é que eu queria andar de costas e sumir dali, mas consequentemente ele me encontraria, cedo ou tarde. ''Sorte? Oi? Cadê você?''  

— Merda. — Com paus e pedras, como eu estava esperando sua recepção, algo diferente acontece. Quando ele me viu chegando, sua expressão tornou-se diferente. Parecia que ele estava com dó, e não raiva.

— T. — A única palavra, ou no caso, letra, que saiu da minha boca, foi a letra ''T''. Eu estava, literalmente, congelada. Nunca tinha visto um ser daqueles, sua imponência era gigantesca, sua voz era inspiradora e seu rosto, tão, mas tão humano, que nada daquilo batia. — Tá bom! —  Depois de alguns segundos a fixa caiu e eu percebi que ele tinha me passado uma missão, dessa vez, oficial; e em Nova York! ''Acho que em Nova York não tem monstros'', era o que eu pensava.

Então, assim que descongelasse, correria para meus aposentos, pegaria meus pertences e me encontraria com os demais semideuses na entrada do acampamento.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Qui Out 12, 2017 7:26 am


Um inverno adiantado


Obedecendo às ordens do diretor de atividades do Acampamento Meio-Sangue, a filha de Tique seguiu para o ponto de encontro com seus itens que julgou úteis para o que quer que fosse fazer em sua missão. Todavia, ela se apressou para ficar pronta e acabou esquecendo que devia esperar uma hora para que os outros dois semideuses a encontrassem.

Sendo banhada pela luz do Sol do meio-dia, a semideusa sofria de calor e possíveis queimaduras que a incomodariam em outro momento. No presente ela devia se preocupar em como falar com seus parceiros de equipe que chegaram juntos, transparecendo uma relação entre os dois que Ericka possuía ainda com ninguém do acampamento.

— Você é a filha de Tique? — perguntou um jovem loiro, alto e atlético. Seu rosto era digno de um modelo, por exceção de uma cicatriz sua bochecha.

— Sim, foi ela quem uma ninfa salvou de pássaros — disse a outra campista, mais baixa e sem uma beleza que não fosse ofuscada pelo loiro. Era claro o tom de deboche em sua voz. — Farei o possível para te proteger dos pombos no Central Park, Ericka. — Uma risada semelhante a um porco foi feita pela garota.

O rapaz se manteve indiferente. Seus olhos pareciam analisar a filha de Tique, quase como um detector de metais a procura de algo na novata. Quando terminou, ele apenas fechou seus olhos e assobiou com os dedos na boca.

— Prazer, meu nome é Lana e o grandão é o Sebastian. — A mais baixa do trio ofereceu sua mão para cumprimentar Ericka, apesar das brincadeiras de antes. — Você já voou alguma vez?

Quando Ericka se deu conta, um pássaro gigante pousa ao lado de Sebastian. Mas, quando ela pôde dar mais atenção, ela percebeu que na verdade se tratava de um grifo de cor bege e branca.

O primeiro a subir foi o loiro, em seguida Lana que acenou para a filha de Tique também subir. Aquele seria o transporte deles até o Central Park.

Ericka — 105/110 HP | 110/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Narre como se sentiu com os comentários de Lana, o que achou dos dois semideuses que irão acompanhá-la e os pensamentos a respeito de voar em um grifo.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Qui Out 12, 2017 8:25 pm

Inferno chegou
Talvez por estar ansiosa, ou preocupada, ou até mesmo congelada na hora que o quadrúpede deu as informações, que eu não prestei muito atenção no tempo, precisadamente, na hora. Depois de pegar tudo que achava útil, ou melhor, tudo o que tinha, vou para o ponto de encontro. Porém, era muito cedo, os outros semideuses ainda iriam demorar, e eu ficaria ali, torrando no calor escaldante.

Andando de um lado para o outro, já irritada pela demora, ao fazer a curva para caminhar até a outra ponta da minha linha imaginária, avisto dois seres se aproximando. Pelo jeito que estavam conversando, demonstravam um tipo de afeto que eu ainda não tive a oportunidade de ter. ''Tanto faz'', pensei, sorrindo, enquanto eles se aproximavam.

''Sério? De novo? Será que precisarei andar com uma placa na testar dizendo que sou filha de Tique?'' Por mais que aquela pergunta me irritasse, permaneço com o sorriso no rosto. O primeiro a se pronunciar era um jovem que exaltava saúde, e a segunda, alguma megera desconhecida que fez o favor de me lembrar o que houve na última missão.

''Pode deixar, e eu farei o possível para não te jogar neles, ridícula'' A vontade de avançar nela era enorme, mas teria sido interrompida pelo assobio do mais gostoso.

— Só mais tarde. — Ainda que eu desejasse vê-la morta, precisaria dela para a missão, então resolvo ser tolerante, cumprimentando-a. — Voar?

Com um pouco de delay, talvez mental, não sei, um pássaro pousa ao lado do mais gostoso, só que ao observá-lo de perto, percebo que não era uma simples ave, mas sim um grifo.

— Oh. Minha. Santa. Mãe! — Eu já tinha andado de carro, metrô, trem, ônibus, mas nunca em uma ave tão majestosa. ''Que emoção! Quero subir, suba logo, megera''.

Sebastian foi o primeiro a subir, em seguida, Lana, que acenou para mim. Sem pensar duas vezes, arrumo meus peitos e subo também, segurando na cintura da mais feia, para assim, não correr o risco de cair. Ou se cair, ela também cairá.

— Yip, yip?

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Sex Out 13, 2017 5:02 pm


Um inverno adiantado


O trio de semideuses subiu na grande criatura que não demorou para começar a voar, apesar do peso extra que carregava. Em pouco tempo, Ericka não poderia mais reconhecer qualquer pessoa no acampamento por causa do quão longe do chão ela se encontrava.

— Se segurem! — gritou Sebastian antes de fazer com que o grifo voasse ainda mais rápido.

A filha de Tique nunca havia andado em algo capaz de atingir aquela velocidade, ou pelo menos nunca sem um cinto de segurança e capacete. Quando a velocidade diminuísse drasticamente, Ericka poderia notar que já estavam sobrevoando o Central Park.

Em um pouso nada gracioso, todos sofreram com o impacto contra o solo. Ninguém se feriu, mas cada um se apertou mais ao outro em sua frente. O grifo grasnou uma espécie de reclamação.

— Na próxima vez, a Ericka terá perdido uns quilinhos para não te fazer trabalhar tanto — disse Lana para o grifo. Era irônico, visto que a próxima semideusa era a mais pesada do grupo.

Um a um, desceram da montaria e a deixaram partir.

— Vamos, Sebas. Só você sabe ler esses mapas. — A menor sofria mais de hiperatividade do que o loiro, o que a impedia de ser paciente com a leitura do mapa à procura do lugar onde deveriam ir.

— Por aqui — disse Sebastian enquanto caminhava sem pressa.

Ao redor dos semideuses, árvores, arbustos e bancos vazios se faziam presentes. Não era feriado e, mesmo assim, quase não haviam pessoas pelo local. Quando Ericka conseguia encontrar alguém, parecia ser um turista sozinho ou um guarda do Central Park. Nenhum grupo de pessoas.

De repente, uma brisa gélida faz os três jovens se arrepender por não terem levado casacos num dia ensolarado de outono. Quanto mais andavam, mais frio sentiam e menos mortais eram vistos.


Ericka — 105/110 HP | 110/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Boa sorte.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Sab Out 14, 2017 6:42 pm

Inferno chegou
Conforme o ser adorável batia suas asas, mais distante do acampamento ficávamos. Eu já não conseguia mais enxergar nada, o que era apavorante. ''Será que eu morro se cair?'', pensei enquanto olhava para a miniatura de uma cidade.

Sebastian então resolve apressar a viagem, dizendo para nos segurar e aumentando a velocidade do grifo, para que ele voasse mais rápido. Aquela velocidade era assustadora, jamais tinha andado em algo tão veloz, nem mesmo os carros que minha mãe pilotava eram tão potentes, e olha que mamãe pisava no acelerador sem dó.

Finalmente tínhamos chegado, a viagem foi super agradável, mas o pouso não. Com o impacto, fui jogada para frente, colando mais em Lana. Ainda montada, ouço a semideusa dizendo que na próxima vez, terei perdido alguns quilinhos para não fazê-lo trabalhar tanto. Mesmo com o sangue fervendo com as provocações da garota, decido ignorá-la, afinal, palhaço precisa de plateia.

— Na próxima vez, Lana não vem junto, tá bom, meu amor? — comentei bem baixinho ao desmontar, não poderia perder aquela oportunidade.

Enquanto meus empregados conversavam sobre alguma coisa de mapa, que não presto muita atenção por realmente não me interessar, fico exatamente no local que desci do Alfredo, o nome fictício que tinha dado ao grifo enquanto conversávamos telepaticamente sobre as chances dele dar um 360° e só a Lana cair. Ou será que não?

— Tá bom! Vamos! —  recitei, seguindo Sebastian, que mais parecia uma tartaruga andando do que um projeto de namorado.

Enquanto caminhávamos, por conta da lentidão e falta de emoção, era possível observar bem o cenário. Estávamos realmente no Central Park. Estranhamente, estava bem pacato. As únicas pessoas ali ou estavam sozinhas, ou eram os guardas, e isso estava me incomodando.

— Talvez não deveríamos corr... — Antes que eu pudesse terminar minha frase, uma brisa gélida chega até nós. Meu corpo se arrepia todo por conta do frio, cruzo os braços e fico toda encolhida, encostando em Sebastian. ''Ó, poderoso gigante bonito, use seu calor corporal para me esquentar''.

Pois se já não estivesse ruim, quanto mais andávamos, mais frio ficava, e menos pessoas enxergávamos. A situação já estava ficando perigosa, e estranhamente curiosa.

— Sebastian, Lana, acho melhor corrermos.


Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Sab Out 14, 2017 10:30 pm


Um inverno adiantado


Estava frio demais para a época do ano em Nova Iorque, frio demais para os semideuses conseguirem evitar de tremer. Os três se uniram instintivamente para se aquecer, o que funcionou somente para as duas garotas por receberem apenas a brisa pré-aquecida pelo corpo de Sebastian. De alguma maneira, ele se mantinha aquecido, embora sofresse com o frio.

Assustada com o frio não natural, a filha de Tique sugeriu que corressem. Lana concordou e Sebastian fez o possível para acelerar seu passo enquanto lia o mapa a cada quinze metros.

— Sebas, o que está acontecendo aqui? Essa não era apenas uma missão para encontrarmos os semideuses que pediram socorro porque estavam feridos? — perguntou Lana, incomodada com o inverno adiantado.

O rapaz se manteve em silêncio, deixando a garota com uma expressão de medo, e não raiva.

Vindo próximo do lago, um grito de socorro alcançou os ouvidos do trio. Sebastian guardou o mapa no bolso, retirou um arco de luz do próprio nada entre as mãos e seguiu em disparada a quem parecia estar em perigo. Lana o seguiu com uma clava empunhada que Ericka não viu de onde surgiu.


Ericka — 105/110 HP | 110/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Boa sorte.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Sab Out 14, 2017 10:46 pm

Inferno chegou
De alguma forma, meu homão estava me aquecendo. Tá bom, estava nos aquecendo. Infelizmente, Lana também estava colada a ele. A cada 15 passos que dávamos, Sebastian lia o mapa, nos dizendo a direção a qual seguir. Meu corpo já estava ficando lento por conta do imenso frio, lábios chegavam a tremer conforme o vento gelado batia.

Enquanto praticamente corríamos na direção imposta por Sebastian, Lana o questiona sobre a missão. Ele apenas se manteve em silêncio, com uma expressão de medo. Apenas o encarei, mas aquilo já era o suficiente para nos dizer que algo estava errado, estranhamente errado. Eu até estava pensando em dizer algo, mas um grito de socorro chega até nós. Sebastian no mesmo instante guardou o mapa no bolso, tirando seu arco do além.

Não deixaria que ele seguisse sozinho em direção do possível perigo, então retiro minha Moeda do bolso e a jogo para cima, torcendo que viesse uma arma boa. Enquanto a moeda girava, indecisa no ar, Lana surge com uma clava em mãos. ''Da onde essas pessoas estão tirando essas armas? Fiz uma cara de desconfiada, cerrando os olhos enquanto a encarava.

Assim que eu empunhasse a arma, seguiria os demais semideuses, na tentativa de ajudá-los contra o que quer que fosse.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Sab Out 14, 2017 11:11 pm


Um inverno adiantado


Ao passarem por algumas árvores e arbustos, os três semideuses puderam ver quem pedia socorro e a razão para isso. Uma jovem com não mais que catorze anos, encontrava-se no chão, arrastando-se com as mãos pela grama, pois uma de suas pernas não estava no lugar.

Lana gritou, apavorada com a cena. Uma enorme criatura de gelo e neve estava com a perna que faltava da garota no chão em sua boca. Como se fosse macarrão, ele sugou a perna e a engoliu de uma vez. Então voltou a perseguir a menina.

Sebastian disparou duas flechas, errando a primeira por conta do nervosismo e do medo, enquanto a segunda acertou no ombro da criatura. Para o azar deles, o boneco de neve demoníaco nem sequer se importou com a flecha presa nele, apenas continuou sua lenta caminhada até a menina indefesa. Como se ela fosse uma boneca, ele a agarrou e levou a altura de sua boca sem dentes.

A moeda de Ericka se transformou em uma arma poderosa e pesada, uma bazuca com apenas uma munição. Devido a sua sorte, a semideusa conseguiu agarrar a arma no ar, evitando uma explosão indesejada.

— SOCORRO! — gritou a jovem prestes a ser devorada.


Ericka — 105/110 HP | 110/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Boa sorte.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Sab Out 14, 2017 11:29 pm

Inferno chegou
— Fruta que pariu! — grito ao segurar uma arma que não estava esperando, uma bazuca.

Com a arma em mãos, consegui alcançar Lana e Sebastian. Passamos por algumas árvores, até nos deparar com uma criança no chão, totalmente apavorada e se arrastado, pois uma de suas pernas não estava mais ali.

— Gente, parece um zumbi de The Walkind Dead, já viram essa série? É muito boa. — A situação poderia ser tensa e super preocupante, mas ao ver a garota ali, eu só pensava na série, e nos zumbis, pois estava realmente igualzinha.

Do nada, Lana solta um grito de desespero, que ao olhar para a direção que a semideusa estava olhando, encontro a razão pelo frio e pela menina zumbi. Um enorme gigante de gelo e neve, comendo a perna da criança como se fosse um espaguete.

— Pelo menos parecia saboroso, viram a cara dele?

Em seguida, o brutamontes volta a perseguir a garota. Sebastian, totalmente apavorado, erra a primeira flecha, acertando somente a segunda, que fica presa no ombro da criatura. ''Quero só ver o que essa garota vai fazer com essa clava''.

— Abram espaço — gritei, posicionando-me entre os semideuses, segurando o pé de coelho com a mão que estava no gatilho da bazuca. Ajoelho-me, mirando no gigante, sem me importar com a criança, pois tinha toda a certeza que não a acertaria. ''Seria muito legal se eu acertasse o gigante. Apenas o gigante''. Puxo o gatilho.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Sab Out 14, 2017 11:52 pm


Um inverno adiantado


Os ataques de Sebastian se mostraram inúteis contra a criatura de gelo. Lana estava aterrorizada demais para atacar, por isso permaneceu imóvel. Enquanto isso, a menina se debatia, lutando por sua vida enquanto era apertada pela mão poderosa do monstro.

— Socorro! Por favor, me ajudem — implorou a menina antes de ser jogada dentro da boca do monstro. Ela apenas caiu no interior daquele ser, permanecendo viva, visto que seus gritos continuaram.

Com a arma que conseguiu de sua moeda, a filha de Tique mirou no grande alvo branco que tinha logo a frente. Antes dela disparar, o boneco de neve olhou em sua direção. Parecia uma criança curiosa ao ver um animal novo, ou uma comida suculenta.

— Não! — gritou Sebastian e Lana em uníssono quando a bazuca de Ericka disparou, explodindo a criatura e a garota que ele havia engolido.

Os três semideuses foram lançados para longe por causa da explosão. A filha de Tique, por causa do impacto, ficou inconsciente por alguns minutos. Quando despertou, sua vista estava embaçada e era incapaz de distinguir sons, mas, caso se esforçasse, ela poderia assistir seus parceiros de equipe batalhando contra outras criaturas de gelo sobre o lago congelado.

Ao lado de Ericka, a bazuca se transformou de volta a forma de moeda.


Ericka — 85/110 HP | 110/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Boa sorte.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Dom Out 15, 2017 12:22 am

Inferno chegou
Ser filha de Tique é algo realmente complexo. A sorte realmente existe, mas ela adora brincar com entrelinhas, ou pelo menos só a minha.

Quando puxei o gatilho, o gigante já tinha engolido a menina, que ainda estava viva em seu interior. O projetil  fez com que ele explodisse, e que ela tivesse o mesmo destino. Por conta da explosão, Lana, Sebastian e eu fomos atirados para longe, e pelo impacto, perco a consciência por alguns minutos.

Desperto em meio ao antigo campo de batalha, totalmente dolorida e sem noção do que estava acontecendo ali. Abro os olhos, mas tudo que enxergava estava embaçado. Minha maior preocupação era com Sebastian e Lana. ''Será que matei eles também?'' Pergunto-me mentalmente enquanto tento me levantar, forçando todos os músculos das pernas para que isso acontecesse. Quando estivesse de pé, tentaria enxergar em volta, na esperança de encontrá-los.

Vou esfregando os olhos para que a visão voltasse logo ao normal, e finalmente ela volta. Começo então a procurar em todos os cantos, até olhar para o lago e encontrar Lana e Sebastian lutando contra mais criaturas de gelo. Ajoelho-me, pegando a moeda e a jogando novamente para o alto, só que dessa vez, com o incentivo de que esta virasse algo útil contra os monstros.

Assim que a arma caísse em minhas mãos, usaria toda minha velocidade para me juntar à luta.


OBS::
Quero que a moeda vire uma arma útil contra os monstros de gelo.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

➤ Manipulação de Probabilidade: O jogador pode sugerir ao narrador num "PS" no fim da postagem o que eventualmente pode acontecer na postagem seguinte do narrador. A sugestão pode ou não acontecer, mas a intenção é válida. Gasta-se 20MP

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Dom Out 15, 2017 2:28 am


Um inverno adiantado


Lana atacava todos os monstros de gelo que se aproximavam de Sebastian, servindo como uma defesa para que o arqueiro pudesse acertar os mais distantes com flechas quase certeiras. Eram tantas criaturas de gelo que Ericka era incapaz de contá-las, apesar de ter certeza que eram muito mais que duas dúzias. Para a sorte deles, as criaturas de agora eram muito menores e mais fracas que a primeira que a filha de Tique destruiu.

Apesar das dores em seu corpo, Ericka fez o possível para se levantar e voltar ao combate. Aos poucos ela se sentia melhor, conforme a adrenalina aumentava com os sons de clava contra o gelo e flechas sendo disparadas. Novamente, a semideusa jogou sua moeda para tentar a sorte e conseguir uma boa arma. Dessa vez veio uma katana ainda na bainha.

Enquanto a jovem assassina de crianças e monstros se erguia, duas criaturas humanoides de gelo correram na direção dela. Lana estava longe demais para protegê-la e Sebastian parecia não ter visto aquelas que seguiam na direção de Ericka.


Ericka — 85/110 HP | 90/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Descreva bem o seu ataque contra os monstros, ou sofrerá mais dano.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Dom Out 15, 2017 2:54 am

Inferno chegou
Ao perceber que a moeda estava se transformando em uma arma, ergo o braço para empunhá-la. Uma katana, ainda na bainha, estava agora em minha posse. O som das flechas de Sebastian e das pancadas de Lana com a clava só fazia com que minha adrenalina aumentasse cada vez mais.

— Já estou cansada disso. — Agacho-me no chão frio, amarrando o pé de coelho no laço que tinha na bainha da arma, bem firme para que ele não caísse. Apenas alguns segundos seriam necessários para tal ato. ''Pezinho, novamente o suplico, ajude-me com esses golpes de cinema''. Terminando o nó, levantaria.

Enquanto eu me direcionava até Sebastian e Lana, dois monstros começaram a correr até mim. Por sorte, não eram enormes quanto o primeiro, mas ainda sim eram dois.

— Mãe... Vamos ver se tenho tanta sorte quanto a senhora.

Segurando a katana com a mão esquerda, retiro a lâmina da bainha com a direita. Começo então a caminhar em direção do primeiro monstro, o que estava do lado esquerdo. A cada passo, aumentaria minha velocidade, no ponto que estaria correndo antes de alcançá-lo. Quando chegasse próxima o suficiente do monstro, usaria a lâmina da espada, bem a parte da ponta, para não me aproximar o suficiente, na tentativa de cortar sua perna, para que ele perdesse o equilíbrio e caísse. Se por acaso, errasse, continuaria correndo, pois meu objetivo era alcançar Sebastian e Lana.


OBS:
O outro monstro (o que não ataquei) poderia tropeçar e cair, antes de me alcançar ou eu alcançar eles.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

➤ Manipulação de Probabilidade: O jogador pode sugerir ao narrador num "PS" no fim da postagem o que eventualmente pode acontecer na postagem seguinte do narrador. A sugestão pode ou não acontecer, mas a intenção é válida. Gasta-se 20MP

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Dom Out 15, 2017 7:09 pm


Um inverno adiantado


Ericka literalmente tentou a sorte ao fazer uma prece rápida à sua mãe e em seguida partir para o combate contra os monstros de gelo. Com um golpe de sua katana, a semideusa cortou a coxa de uma das criaturas, fazendo-a cair. Enquanto isso, o segundo adversário que corria em sua direção tropeçou ao pisar um pouco forte demais no chão congelado, afundando um dos pés no lago. A queda o acabou fazendo se despedaçar com o impacto.

Os outros dois semideuses estavam conseguindo se virar contra seus oponentes, mas pareceram agradecidos pelo reforço que a filha de Tique oferece com sua chegada.

— Pensei que tivesse nos deixado, Bela Adormecida — Lana brincou, quase gastando todo seu ar. Ela e Sebastian já estavam ofegantes.

Embora cada um conseguisse derrubar um a cada golpe, mais três criaturas pareciam tomar o lugar da caída. O trio se encontrava cercado pelos homens de gelo.

Um monstro com dois metros e meio de altura atravessou os menores em sua frente usando suas pernas compridas que pareciam grandes patas de inseto, porém afiadas como lâminas. Seu alvo parecia ser a Ericka, ou os três semideuses. Em todo caso, a filha de Tique possuía o papel de derrotá-lo, visto que os outros dois estavam de costas para ela, protegendo-a.

Se nada fosse feito, o monstro cortaria seus três alvos com suas patas afiadas que possuía no lugar de braços.



Ericka — 85/110 HP | 70/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
Descreva bem o seu ataque contra o monstro, ou morrerá.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Dom Out 15, 2017 7:50 pm

Inferno chegou
— Pensei que tivesse nos deixado, Bela Adormecida. — Independente da situação, Lana não perdia a oportunidade de fazer um comentário desnecessário. Eu já estava começando a suspeitar de que a garota tinha sérios problemas mentais, talvez até mais do que eu.

— Eu preciso do meu sono de beleza, senão ficaria igual você — respondi a ela, no mesmo tom. No entanto, algo chamou minha atenção. Ela estava ofegante, mas ainda sim usou seu fôlego para brincar, demonstrando sua força e ganhando meu respeito.

As hordas pareciam ser infinitas, a cada um monstro que derrotávamos, mais três surgiam no lugar. Ficar naquele local instável, derrotando um para mais três aparecer, não renderia, além do perigo constante do lago engolir nós três. Começo então a observar o cenário, tentando imaginar o que poderíamos fazer para fugir de vez ou derrotá-los para sempre. Estávamos cercados, seria nosso fim.

E se já não fosse o suficiente a situação, um maior surge. Ele passa por de cima de nossas cabeças, ficando em nossas costas. Automaticamente me viro para sua direção, ficando de costas para Lana e Sebastian.

— WOW! OLHA, UMA BARATA! — Mas ao observá-lo direito, percebo que era só mais um de gelo.

Guardo a espada na bainha novamente, segurando-a com a mão esquerda. Conjuro com a mão direita o Farol de Alexandria, na tentativa de cegar o monstro maior e os demais aos arredores, o máximo deles que conseguir, para ajudar meus companheiros.

Assim que o alvo maior estivesse estonteado, desembainharia a espada e correria até ele, desferindo um golpe lateral em sua cintura, ou até onde eu alcançasse, para dividi-lo em dois. ''Acho que agora precisarei do coelho inteiro... ahn... você serve, pezinho, ajude-me''.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

✮ Farol de Alexandria: Habilidade que evoca uma luz cegante em mais de um alvo. Causa cegueira momentânea e confusão por tempo indeterminado. Usa-se 35MP


Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Dom Out 15, 2017 8:41 pm


Um inverno adiantado


Planejando atacar sem ter que se preocupar com a defesa, Ericka utiliza um feitiço de luz para cegar todos os monstros. Dessa forma, ela aproveitou a chance para partir a maior das criaturas ao meio com sua arma. Os seus parceiros não perderam a oportunidade de atacar os que ficaram estonteados com o ataque luminoso. Dezenas dos inimigos caíram.

De repente, os homens de gelo pararam de se aproximar. Mantiveram-se imóveis com o olhar nos jovens de carne.

— Um pretendente — disse alguém na horda gélida. Um pretendente agora mais deles disseram em uníssono. Um pretendente.

Conforme a voz rouca das criaturas ficava mais alta, uma espécie de gás saía de suas bocas, criando uma neblina que deixou o local ainda mais frio do que antes. Ericka começava a perder a sensibilidade nos dedos de sua mão, assim como os outros dois semideuses.

Através de uma passagem que foi formada no círculo de monstros, um urso polar andou até o centro, carregando uma mulher muito bela em suas costas. A aura dama gélida era assustadora, os três semideuses sentiram calafrios desde as suas almas ao assistirem ela fazer nada além de ser levada por sua montaria.

— Pretendente. — A mulher de pele azul olhou diretamente para Sebastian, ignorando as duas ao lado dele. — Venha comigo — convidou oferecendo sua mão para que ele a aceitasse. Ele, todavia, permaneceu no lugar, assustado e confuso.

— Sua vadia, vá para a… — Antes que Lana terminasse seu insulto, o urso polar a jogou para longe com uma patada. Embora não fosse possível ver sangue na garra da criatura, nada indicava que a semideusa tivesse sobrevivido ao golpe, visto que ela nem sequer gemia após cair no meio de vários homens de gelo.

Apenas Ericka e Sebastian restaram.


Ericka — 85/110 HP | 35/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
A mulher:

Boa sorte.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Seg Out 16, 2017 12:01 am

Inferno chegou
Sabe quando tudo na sua vida está dando tão certo, que você tem medo do que está por vir? Então, é isso que está acontecendo comigo.

Felizmente, consigo partir a criatura ao meio, ficando atrás dela depois de efetuar o corte. Primeiro seu torso caiu, em seguida, as pernas. Por sorte, o impacto não fez com que o gelo quebrasse, assim matando todos nós. ''Pensei que se eu matasse a barata de gelo, os demais recuariam...'' Pensamento tolo, o meu; até recuarem. Do nada, as criaturas de gelo começaram a se afastar, mas ainda sim nos encarando e dizendo sobre algum pretendente.

— Olha lá, Sebastian, estão falando com você.

Para piorar nossa situação, uma espécie de neblina é expelida pela boca daqueles que deveriam estar mortos. Com isso, o que já era frio, ficou mais frio ainda. Pela falta de adrenalina e a baixa temperatura, meu corpo começa a sentir novamente os efeitos do frio. Tento segurar o mais firme que consigo minha arma, para que ela não caísse. Mantê-la comigo era super importante, pois o pé de coelho estava em contato com minha mão o tempo todo.

Uma passagem é aberta no círculo que nos prendia, e dela, um urso carregando uma mulher se aproxima. Cada passo que o urso dava, mais uma sensação ruim eu sentia. Quanto mais a mulher ficava visível, mais arrepiado meu corpo ficava.

— Vai lá, Sebastian. Não seja sem educação. — Por mais que minha vontade naquele momento fosse de voar na mulher, sabia muito bem que não era uma decisão muito sábia. E se você não pode contra seu inimigo, junte-se a ele, ou pelo menos faça com que ele pense dessa forma.

Mesmo de uma certa distância, eu estava vendo o pavor no rosto do semideus, que permaneceu imóvel após o convite da bruxa gélida. Lana, por outro lado, não aproveitou a oportunidade para ficar quieta, sendo jogada para longe com apenas uma patada. Minha reação, por fora, foi nula. Permaneço imóvel e sem expressão, mas por dentro, não estava aguentando ver meus colegas serem tratados daquele jeito.

— Ahn... Ei, moça super arrepiante e medonha, podemos conversar? — Chamo a atenção dela, para que deixasse Sebastian livre. — Assim, nem nos apresentamos, né? Meu nome é Ericka, e o seu? — Vou me aproximando do urso lentamente, com a katana na bainha, sem apresentar possível perigo para ela.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Seg Out 16, 2017 12:45 am


Um inverno adiantado


A mulher gélida fitou a filha de Tique para escutar o que ela dizia. Houve um breve silêncio antes da resposta.

— Eu respeito a sua coragem de tentar um truque tão inútil contra mim, meio-sangue. Recompensarei sua tentativa me apresentando — explicou com seus olhos fixos na jovem. — Eu sou Astropea, a rainha da Torre. E ele será o meu rei. — A rainha apontou em direção de Sebastian. — Venha comigo e eu pouparei a garota tola. — Agora ela se dirigia ao rapaz.

Sebastian começou a olhar para Astropea, o urso polar, a filha de Tique e alguns monstros de gelo aleatório e repetiu isso várias vezes até que caiu no chão. A pressão era grande demais e ele ainda não havia digerido as mortes que presenciou.

A queda do pretendente fez o rosto da rainha gélida se mexer para expressar sua fúria. Os monstros de gelo começar a bradar, prontos para começarem o ataque aos semideuses.

— Matem o falso pretendente. Matem a garota tola! — ordenou Astropea enquanto sua montaria a retirava dali.

Como esperado, os homens de gelo começaram a correr na direção de Ericka e Sebastian. Haviam três indo para a frente da jovem e outro às suas costas. Se apenas um passasse por ela, talvez Sebastian fosse morto ou ela ferida.

Enquanto lutava, após matar dois de seus adversários com seus golpes, Ericka pôde perceber que estava em apuros. Não havia como ela derrotar todos aqueles inimigos sozinha. Um dos monstros saltou para atacá-la, ela não conseguiria se defender dele a tempo, mas então ele teve sua cabeça destruída por algo.

A horda de monstros começou a ser destruída por uma onda de flechas certeiras, nenhum conseguia contra-atacar ou se defender. Ericka pôde finalmente ver o que estava acontecendo quando aqueles que a cercavam foram todos mortos. Garotas de várias idades corriam pelo lago congelado e viravam os números contra o inimigo.

— Você está bem? —
perguntou uma jovem de cabelos negros para Ericka. — Preciso tirar você daqui e o garoto também — informou enquanto puxava a filha de Tique pelo pulso e mandava outra menina levar Sebastian.

Durante a fuga dos quatro, podiam ver a batalha no Central Park. Ericka agora estava em uma posição que lhe permitia ver cada indivíduo ali, mas, apesar disso, Astropea e seu urso não foram encontrados.

A jovem de cabelos negros mandou Ericka subir em um pégaso junto de Sebastian que se seguraria na filha de Tique, apesar de estar inconsciente.

— Ele sabe o caminho — a caçadora se referia ao pégaso. — Vão!


Ericka — 85/110 HP | 35/110 MP

Regras:
Sabe como funciona:
● Poderes, itens, defeitos e qualidades em spoiler;
● 15 linhas no mínimo;
● 100 linhas no máximo
● 48 horas para postar.
Obs:
A mulher:

Narre seus pensamentos em relação a tudo que aconteceu e a sua viagem de volta ao Acampamento Meio-Sangue usando um pégaso.

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Ericka Crowder em Seg Out 16, 2017 1:19 am

Inferno chegou
Minha tentativa perigosa de chamar a atenção da mulher tinha funcionado. Por um breve momento, ela focou sua atenção em mim, dando um tempo para que Sebastian respirasse. Em reposta, disse seu nome, quem era e qual objetivo tinha para com o semideus, o que não era tão ruim.

— Seu rei? Você não está precisando de uma rainha?

Enquanto eu distraia a vaca gélida, virava meu olhar de vez em quando para ver como Sebastian estava. O rapaz não parecia nada bem, pois estava olhando para todos os lados, como se tivesse entrando em uma crise de pânico. ''Ah, como eu odeio estar certa''. Sebastian então cai desacordado por conta de toda pressão que passou e estava passando, fazendo com que a meretriz gélida ficasse brava. Com apenas uma ordem da amarga mulher, os soldados começam a correr em nossa direção, no mesmo momento que o urso se retirava com sua dona.

— Sebastian, querido, a Bela Adormecida aqui sou eu, acorde! — Por mais que eu gritasse com ele, minha voz não era suficiente para acordá-lo, então eu seria obrigada a protegê-lo. Retiro a katana da bainha, recuperando o pé de coelho e o guardando em meu bolso, e em seguida, jogo a capa da espada fora, a empunhando com as duas mãos.

— Ahhh! — O primeiro monstro veio pelo lado, desviei de seu golpe agachando, e enquanto levantava, cravei a espada em eu tórax e a levantei junto comigo, separando-o no meio. O segundo, sem descanso, veio pela frente. Este tentou me atacar com uma espécie de porrete de gelo, mas por ser muito mais magra e ágil do que ele, consigo desviar facilmente, amputando seu braço e o finalizando com um chute, que o fez quebrar em vários pedaços.

Por mais que os inimigos fossem frágeis, ainda sim estavam em maior número. Aquele mesmo dilema, matava um, três tomavam o seu lugar. Somente um milagre me salvaria, e foi assim que aconteceu. Uma chuva de flechas foi limpando o local da infestação, aos poucos. Aqueles que me cercavam já não estavam mais ali, possibilitando uma visão mais ampla do local, finalmente consegui localizar minha salvadora, ou melhor, minhas salvadoras.

— Estou... — As coisas estavam acontecendo muito rápido. Há poucos instantes, os monstros estavam em maior número. Agora, era possível contar nos dedos quantos deles ainda estavam de pé.

A jovem então me segura pelo pulso, puxando-me para longe da batalha. Sem hesitar, a sigo livremente. Enquanto corria na direção oposta da luta, tudo parecia estar em câmera lenta. Consigo enxergar o ponto em que chegamos, lembrando da piada que Lana fez. Vejo também a parte que o vento gelado começou, então Sebastian nos aqueceu com seu misterioso calor. E infelizmente, também vejo o corpo de Lana, caído entre vários pedaços de gelo, provavelmente já sem vida.

— Perdoe-me, Lana. — Depois de tanto tempo sem chorar, uma lágrima escorre em meu rosto.

Com a ajuda de outras garotas, subo no grifo que estava nos esperando. Em seguida, elas sobem com Sebastian, que mesmo desacordado, se agarrou em mim.

— Adeus. E obrigada.

Enquanto o grifo levantava voo, comecei a refletir sobre tudo o que aconteceu. Olho para baixo, vendo a mão de Sebastian presa em minha cintura, e um flashback surge em minha mente. O rapaz lutando bravamente com seu arco, protegendo-me sem recuar. Olho para o solo, localizando o corpo de Lana, que lutou com uma honra sem igual. Se não tivesse sido pelos dois, provavelmente eu estaria morta. Jamais esqueceria deste dia, até o momento em que a cabeça de  Astropea estivesse de enfeite no meu chalé.

Poderes:

➤ Sorte Exagerada: Grande probabilidade das coisas darem certo sem fazer muito esforço.

Qualidades e Defeitos:


Qualidades
➤ Riqueza
➤ Pupilo

Defeitos
➤ Azar
➤Filofobia (medo de se apaixonar)

Itens:

➤ Moeda Randômica: Esta moeda quando lançada no ar, pode aleatoriamente virar qualquer arma. Causa 30 dano e o narrador escolhe a arma.

➤ Pé de Coelho: Ajuda a proporcionar uma sorte imediata. Pense, segure o pé de coelho e a sorte estará sempre ao seu favor, custe o que custar.
Sou jovem demais para ser pobre



avatar
Filhos de Deméter
Ver perfil do usuário
Mensagens :
79

21

Emprego/lazer :
Plantando árvores

Humor :
D:D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Mnemosyne em Seg Out 16, 2017 2:09 am


Um inverno adiantado


Dois dos três semideuses que partiram numa missão simples no Central Park, retornaram ao Acampamento Meio-Sangue com um pégaso que nem sequer sabiam o nome. Quando pousaram, Quíron e alguns campistas os receberam. Enquanto levavam Sebastian para a enfermaria, o diretor de atividades quis dizer alguma coisa à filha de Tique.

— Fico muito feliz que você voltou a salvo com o Sebastian, Ericka. — A comemoração do centauro era neutra, quase melancólica. Ele por pouco deixava escapar a sua tristeza pela perda de meio-sangues.

— Disseram que você lutou bem — disse uma jovem que não deveria ter mais que quinze anos ao lado de Quíron. — Surpreendeu as minhas caçadoras. Isso é impressionante. — Com esse comentário, Ericka pôde, ou deveria, perceber que aquela jovem era a deusa Ártemis.

Depois de perguntarem se a filha de Tique estava ferida e se queria descansar, a deusa da caça entregou um anel para a semideusa antes de partir. Suas caçadoras precisavam dela.


Ericka — 85/110 HP | 35/110 MP

Recompensas:
+4 níveis
+250 dracmas
+Item — ➤ Amálgama
: Uma arma dourada e especial que não possui uma forma específica, apenas a cor se mantém igual. Quando não está em uso, torna-se um anel que basta apertá-lo para transformá-lo em um arco com flechas infinitas. Conforme a usuária se fortalece e vence inimigos poderosos, a arma ganha mais opções de formato. Somente Ericka pode usá-la. [Formatos: Arco]

avatar
Ver perfil do usuário
Mensagens :
97

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Hipnos em Seg Out 16, 2017 2:15 am

ATUALIZADO
avatar
Deuses Menores
Ver perfil do usuário
Mensagens :
744

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: MNM — Um inverno adiantado — Ericka Crowder

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum